Coleciona(dor)
Coleciona(dor) »
“Mas eu só quero alguém que ame meus defeitos e que saiba lidar com meus dramas exagerados."— Pedro Pinheiro.
theme

posted on Há 1 semana · with 28.522 notas · source · reblog

posted on Há 1 semana · with 35.733 notas · source · reblog

posted on Há 1 semana · with 2.339 notas · reblog

posted on Há 1 semana · with 1.105.847 notas · source · reblog

Dizer eu-te-amo é pouco

Dizer eu-te-amo é pouco. Pouco demais. Ela não vai acreditar. Ela é até fã das palavras, mas vai precisar de mais. Eu-te-amo é ir lavar a louça está noite porque ela fez as unhas e não quer estragá-las – eu-te-amo é reparar que ela fez as unhas, também.

Eu-te-amo é ficar esperando-a por horas enquanto ela decide o que fazer com o cabelo dentro do salão. Alisar ou não? Pintar ou não? Ela sempre sabe, mas diz não saber. Muita das vezes, irá te convidar para passar o dia todo juntos e vai te deixar num chá de cadeira ou com as pernas doendo de tanto passear pelo shopping procurando a tal blusa que ela viu com uma amiga de uma amiga na festa passada.

Não ligue e vá.

Ela quer a tua companhia até nas coisas mais bestas.

Ela não é tímida, mas vai odiar falar ao telefone e pedir pizza. Mas, mesmo assim, irá ficar palpitando e tentando descobrir o que o vendedor está te oferecendo e ainda gritará sem-azeitona só pra você não esquecer.

Ela não é mal agradecida, mas é exigente. Muito provável numa discussão, ela irá dizer que você não faz nada para ela e esquecerá as surpresas que fez na última semana – ou ontem. Ela quer sempre mais de ti.

Acostume-se.

Faça mais. Faça mais por você e por ela. Ela fará mais, também. Diga mais eu-te-amo com abraços apertados só porque você estava morrendo de saudades dela após duas horas longe. E também se declare em silêncio só de olhá-la nos olhos como quem grita declarações melosas.

Diga mais eu-te-amo quando você calar o ciúme besta, a insegurança imatura e essas besteiras que estragam o relacionamento. Diga mais eu-te-amo ao sair de madrugada só pra comprar algum remédio pra ela – seja para dor de cabeça (ela sempre tem dor de cabeça), cólicas ou xaropes para gripe. Ela espirra bonito feito um bebê, mas cabe um cuidado.

Falta dizer mais eu-te-amo com atos, meu velho. Ela já está cansada de ler por aqui, pelos textos do Gabito ou pelas canções do Chico.

Ela quer eu-te-amo com toques, exemplos e carinhos.

Então, se for amor mesmo, cale-se nela e aprenda que amar vai muito além dessas letrinhas fáceis e decoradas.

Hugo Rodrigues - “Um sorriso de oito graus na escala Richter”


posted on Há 1 semana 0 notas · source · reblog
#eu-te-amo  #pouco  #amor  #love  

posted on Há 1 semana · with 513 notas · source · reblog

posted on Há 1 semana · with 200.962 notas · source · reblog

posted on Há 1 semana · with 9.237 notas · source · reblog

posted on Há 1 semana · with 2.547 notas · reblog

posted on Há 1 semana · with 41.842 notas · source · reblog